Tag: mls

Messi vive ano de descontração e renovação

Lionel Messi, astro do futebol mundial, brilhou intensamente ao longo de 2023, irradiando seu característico sorriso, tanto em suas performances pelo Inter Miami nos Estados Unidos, quanto envergando a camisa da seleção Argentina. A temporada do renomado craque foi marcada por uma série de celebrações, afastando qualquer sombra de tensão experimentada em épocas anteriores.

Ao completar 36 anos em junho, Messi expressou sentir uma juventude renovada, como se estivesse revivendo os dias de sua infância, perseguindo a bola com entusiasmo. A experiência da vitória na Copa do Mundo no Qatar, há um ano, parece ter liberado o ícone do peso de desapontamentos anteriores em competições desse calibre.

“Após a conquista da Copa do Mundo, pensei que o ciclo estava fechado, mas muito pelo contrário. Mais do que nunca, quero servir o meu país. Sofremos muito durante vários anos e agora estamos vivendo um momento incrível. Desejo desfrutar dele”, afirmou Messi, revelando uma determinação renovada.

Cada encontro de Messi com os compatriotas argentinos tornou-se um espetáculo de celebração. Isso ficou nitidamente evidente na primeira partida da seleção em casa após o título, um amistoso contra o Panamá, no qual Messi deixou sua marca com um golaço de falta. Nos jogos das Eliminatórias para o próximo Mundial, sua presença tem sido crucial, contribuindo para a liderança da Argentina no torneio classificatório, incluindo uma vitória sobre o Brasil no icônico Maracanã, onde Messi balançou a rede por três vezes.

Considerando também os amistosos, Messi acumulou oito gols pela seleção ao longo do ano. Já pelo Inter Miami, seu desempenho foi igualmente espetacular, com 11 gols e cinco assistências em 14 partidas, contribuindo para a conquista do primeiro título da equipe, a Leagues Cup, em agosto.

Anteriormente conhecido por suas celebrações discretas, Messi surpreendeu ao adotar gestos descontraídos após seus gols, incluindo imitações de heróis da Marvel como Thor, Homem-Aranha e Pantera Negra. O craque revelou que esses gestos são uma solicitação de seus filhos, em uma curiosa convergência com o acordo comercial entre a MLS e a Marvel.

Após erguer seu primeiro troféu nos Estados Unidos, Messi retornou à Europa para receber, pela oitava vez, a cobiçada “Bola de Ouro” da revista France Football, estabelecendo-se ainda mais como o maior vencedor do prestigiado prêmio individual. Embora a premiação tenha considerado suas performances no Paris Saint-Germain, foram suas atuações brilhantes na Copa do Mundo que o destacaram, superando concorrentes de peso como Erling Haaland e Kylian Mbappé.

A conquista do Mundial também serviu como motivação para Messi abandonar o futebol europeu, buscando uma liga com menor pressão nos Estados Unidos. Em Miami, encontrou uma vida mais serena ao lado da família, desfrutando de momentos simples que, na agitação europeia, eram escassos.

“Estamos muito felizes por ter escolhido esse lugar para viver”, declarou Messi, encerrando um ano repleto de triunfos, realizações e sorrisos contagiantes.