Categoria: Destaque

Abertura da Copa A Gazetinha em Barra de São Francisco

O coordenador da Copa A Gazetinha, Rodrigo Janc, filho do jornalista José Antônio Nunes do Couto, o Janc, idealizador da competição, que chega à sua 45ª edição, abriu, na noite desta segunda-feira, 18, em Barra de São Francisco, as finalíssimas da Copa A Gazetinha 2022 que contam com 22 equipes disputando os títulos de campeã e vice das categorias Sub-11, 12/13 e 14/15.

Rodrigo agradeceu ao prefeito Enivaldo dos Anjos, pela ‘parceria de longa data’ e ressaltou a importância da competição para todo o Espírito Santo.

“Estamos cumprindo uma missão, de formar não apenas atletas, mas cidadãos para o Brasil e até para o mundo”, disse citando o jogador Sávio, ex-craque do Flamengo, que foi descoberto jogando em uma edição de A Gazetinha.

“Quero elogiar aqui a secretária municipal de Esportes, Grasiele Marques, uma apaixonada pelo esporte, uma praticante. É emocionante ver a vibração dela. Quero destacar também o trabalho da Polícia Militar e destacar aqui o capitão Prates, que jogou na Copa A Gazetinha, pelo Caxias, na categoria Sub-11, quero agradecer também a participação e o apoio de todos os pais”, disse Rodrigo.

Antes de encerrar, Rodrigo leu uma nota do pai, o jornalista Janc que, por problemas de saúde, não pode vir para a abertura do evento: Meus amigos e amigas, problemas de saúde me impediram de viajar, mas quero agradecer o apoio do prefeito Enivaldo dos Anjos, que acontece desde a criação da Copa A Gazetinha, com a realização da primeira finalíssima em Barra de São Francisco.

O vereador Leandro Ais, representando a Câmara Municipal também falou da importância do esporte para a formação dos cidadãos e desejou boa sorte a todas as equipes.

A secretária municipal de Esportes, Grasiele Marques, encerrou a cerimônia de abertura, falando da importância do evento para o Estado e para Barra de São Francisco. Ela agradeceu ao prefeito Enivaldo dos Anjos pelo apoio e confiança, a toda à sua equipe, pela disponibilidade e entrega e, antes de fazer uma oração, colocou o município à disposição de todos os visitantes.

“Barra de São Francisco acolhe todos vocês de braços abertos. O que vocês precisarem, podem nos procurar. E que Deus abençoe a todos.”

Barra de São Francisco ganha no

Sub-15 e perde no Sub-11 na estreia

As equipes de Barra de São Francisco estrearam na noite desta segunda-feira. Na primeira partida da noite, a seleção Sub-11 perdeu por 1 x 2 para o Arena, de Linhares.

Marcaram para o Arena, Davi Zeferino (18) e Arthur Oliveira (11), com Davi Muquy descontando para Barra de São Francisco.

A arbitragem ficou por conta de Marcos Colodetti (Principal), Arildo Vaz e Lucas Murer, tendo Rodolpho Rocha como quarto árbitro.

No Sub-15, Barra de São Francisco venceu Pedro Canário por 1 x 0, com gol de Riquelme Dutra.

A arbitragem teve Elias Pessoa como árbitro principal, Arildo Vaz e Lucas Murer nas alas e Elias Gomes como quarto árbitro.

Os jogos prosseguem até o próximo sábado, 23, quando serão conhecidos todos os campeões.

Organização

Todos os atletas das equipes de outros municípios estão hospedados na Escola Municipal Vicente Amaro, que é integrada ao estádio e terão alimentação fornecida pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semel).

A competição é organizada e realizada pela Copa A Gazetinha/JANC e tem por finalidade unir as comunidades por meio do esporte, promovendo a integração entre as agremiações, atletas, dirigentes, torcedores e desportistas.

A Copa A Gazetinha dará troféu do 1º ao 3º lugares e medalhas do 1º ao 4º lugares nas Finais Gerais.

Fonte: Secom Prefeitura de Barra de São Francisco

Goleiro ver a bola entrar no gol

Mais de 20 jogos neste sábado e domingo na Copa A Gazetinha

Mais de 20 jogos vão marcar as disputas por regiões da 45ª Copa A Gazetinha, neste final de semana (09 e 10/04), com as partidas nas categorias Sub11, 12/13 e 14/15 anos. Os confrontos acontecem em todo o Estado do Espírito Santo e também em cidades de Minas Gerais, envolvendo ainda equipes do Rio de Janeiro.

Nesta fase, são jogos de ida e volta, classificando para a próxima etapa as equipes vitoriosas, quando enfrentaram o primeiro colocado da Fase Classificatória, que se encerrou em janeiro. Além de conquistar o título de campeão por sua região, as equipes querem se credenciar para disputar as Finais Gerais da Copa A Gazetinha.

E, neste momento de retomada da competição, sem nenhuma restrições impostas pela pandemia, com a liberação da necessidade de uso de máscaras, a Coordenação Geral da Copa A Gazetinha destaca a importância do evento para unir as pessoas e as famílias por meio do futebol.
“Depois de um período de muitas restrições, agora é o momento dos pais e os dirigentes se alegrarem com as crianças e os adolescentes, mesmo diante da disputa do jogo. E todos nós precisamos aprender com a derrota numa partida, bem como a vitória. Desejamos muito sucesso para todas as equipes”, destaca o jornalista Rodrigo Couto, um dos coordenadores da Gazetinha.

Na Grande Vitória, a tradicional equipe do Caxias vai enfrentar o time do Resistiva, nas três categorias, partida marcada para domingo (10). No sábado, o Juventude Geneci enfrenta o Zico 10, pela categoria Sub 11. Já na 14/15, o Zico 10 volta a campo, mas para enfrentar o Sport Camburi.

MINAS GERAIS

Duas cidades mineiras vão sediar jogos desta fase. Em Nanuque, a equipe da casa vai receber as equipes Palestra (Nova Venécia) e Pinheirense (Pinheiros). Em Resplendor, o time mineiro vai receber as equipes Academia e Colatina.

Em São Mateus e Linhares, Norte do Estado, seis jogos estão confirmados para este sábado (09) e domingo (10).

Em Colatina, também acontece mais uma rodada, com a equipe UEC enfrentando o CT Viva (Sub11), neste sábado. Já no domingo, a equipe recebe a equipe do Assopais, nas categorias 12/13 e 14/15.

VEJA A RODADA COMPLETA DOS JOGOS DESTE SÁBADO E DOMINGO (09 E 10/04)

 

Dia 9/04 (Sábado)

Campo: Arena Pantanal

8 horas
Juventude Geneci X Zico 10 Sub11

9 horas
Sport Camburi x Zico 10 14/15

Dia 10/4 (Domingo)

Campo do Resistiva

14h30
Resistiva x Caxias (14/15

15h30
Resistiva x Caxias 12/13

16h30
Resistiva X Caxias sub11


 

REGIÃO NORTE 01

EM NANUQUE

Dia 9/04 (Sábado)

8 horas
Nanuque X Palestra Sub-11

9 horas
Nanuque X Pinheiros 12/13

10 horas
Nanuque X Palestra 14/15

EM PINHEIROS
Dia 9/04 (Sábado)

14h30
Pinheirense x Ecoporanga 14/15


 

REGIÃO NORTE 02

EM SÃO MATEUS

Dia 9/04 (Sábado)

CAMPO DO ABC – COHAB

9h10
São Mateus x C. da Barra 14/15

 


 

REGIÃO NORTE 3

Dia 10/04 (Domingo)

CT do Arena

10 horas
Vasco x Arena 12/13

Dia 9/04 (Sábado)

8 horas
ACV Capixaba x C. Sonhos Sub11

9 horas
ACC Capixaba x C. Sonhos 12/13

Campo do Arena

10h30
Arena x Construindo Sonhos 14/15


 

REGIÃO NORTE 4

EM RESPLENDOR

Dia 9/04 (Sábado)

8h30
Resplendor x Academia sub11

10h30
Resplendor x Academia 12/13

11h30
Resplendor x Colatina 14/15

EM COLATINA

Dia 09/04 (Sábado)

8 horas
UEC x CT Viva sub11

Dia 9/04 (Domingo)

8 horas
UEC x Assopais 12/13

10 horas
UEC x Assopais 14/15


 

REGIÃO SUL ES/RJ

EM CALÇADO

Dia 9/04 (Sábado)

8 horas
Calçado x Olympico Sub11

9 horas
Calçado x Olympico 12/13

10 horas
Calçado x Olympico 14/15

Soccer ball in the gate net, nobody

Bola volta a rolar na Copa A Gazetinha em abril em todo o Estado

A bola vai voltar a rolar na Copa A Gazetinha a partir do dia 9 abril, com os jogos da Fase Eliminatória, para define as equipes que vão disputar as próximas etapas até serem conhecidos os campeões de cada região da edição 2021/2022. Veja a tabela completa da próxima fase por região. Clique aqui!

O balanço da competição até agora mostra por região, em suas respectivas categorias e chaves, as equipes que se classificaram em primeiro lugar e as que vão disputar mais uma fase para garantir a vaga. Os times que ficaram na primeira colocação durante a Fase Classificatória já estão garantidas para prosseguir na competição. A lista completa da classificação de cada equipe pode ser vista clicando aqui.

A Fase Eliminatória vai começar a partir do próximo dia 9 de abril, com a bola rolando em todos os cantos do Estado do Espírito Santo, Minas, Bahia e Rio de Janeiro. A tabela com os resultados de cada região, referente à primeira fase da competição, também vão ser publicadas aqui no site em breve.

A Coordenação Geral da Copa A Gazetinha destaca que as equipes precisam observar a classificações de suas equipes em cada categoria. Caso tenham alguma considerações a fazer, devem entrar em contato pelo WhatsApp da competição (27) 99921-1700 ou por email: contato@copaagazetinha.com.br.

VEJA A TABELA COMPLETA CLICANDO AQUI

 

Kieza, do Caxias para o mundo

Welker Marçal Almeida, o Kieza, no início da década de 80, começou jogando a Copa A Gazetinha pelo Caxias. Era uma das principais peças do ataque da equipe e já naquela época fazia muitos gols. No futebol profissional, Kieza teve a sua primeira chance na Desportiva Capixaba.

Em 2008 ele se destacou na Copa Espírito Santo e começara

A carteirinha de Kieza quando jogava a Copa A Gazetinha

m a aparecer clubes interessados em seu futebol e a Desportiva negociou a sua transferência para o Americano de Campos.

Em Campos ele foi logo se destacando, sendo a principal peça do Americano na Copa do Brasil de 2009, marcando três gols no jogo contra o Santa Cruz, em Recife, e com o placar final de 4 x 2, os campistas eliminaram a equipe recifense.

Na fase seguinte marcou um gol na partida contra o Botafogo, no Engenhão, e com o placar final foi de 2 a 1 para o time da casa, levou a decisão da vaga para os pênaltis, já que o Americano vencera o primeiro jogo pelo mesmo placar. Na disputa de pênaltis, o time de Campos venceu por 5 a 4, eliminando os botafoguenses.

Os gols e o bom desempenho de Kieza estimulou o Fluminense a contratá-lo. Teve uma boa presença no tricolor carioca e partir daí só atuou em grandes clubes, inclusive no exterior, tendo jogado no futebol chinês.

 

 

A FICHA

Nome: Welker Marçal Almeida

Data de Nascimento: 24 de setembro de 1986, em Vitória (ES)

Clube atual: Botafogo (RJ)

Alguns clubes por onde passou

Copa A Gazetinha: Caxias

Desportiva Capixaba : 2003, 2006 e 2007

Americano: 2008/2009

Fluminense: 2009

Cruzeiro: 2010

Ponte Preta: 2010

Náutico: 2011

Emirados Árabes:2012

Náutico: 2013

ShamghaiShenxio (China)

2018: Botafogo (RJ)

 

 

Tudo começou na praia

A Copa A Gazetinha de Futebol Infanto-Juvenil foi criada pelo jornalista José Antônio Nunes do Couto, o JANC, em 1976, como uma promoção do jornal A Gazeta.

Hoje, o jornalista confessa não ter imaginado que, ao criar a Copa A Gazetinha, estava inventando uma competição que cresceria tanto.
Tudo começou com uma capa colorida da edição do dia 6 de dezembro de 1975 do suplemento A Gazetinha, anunciando o “1º Torneio de Futebol de Praia Infanto-Juvenil”.
A competição foi disputada por 12 times de vários bairros da Grande Vitória. O primeiro jogo reuniu a equipe da Desportiva Ferroviária e a que tinha o nome do então vereador Gerson Camata, que venceu por 2×0. As demais equipes participantes foram Cruzeiro, Guarani de Goiabeiras, Benfica, Estrelinha, Panorama, Goiabinha, Copinho, Rio Branquinho, Nacional e Tamoio.
Os jogos foram realizados no Aterro da Condusa, onde hoje é a Praça dos Namorados. Classificaram-se para as finais Guarani, Panorama, Copinho e Desportiva.
O Guarani garantiu a vaga ao vencer o Panorama por 1 a 0, gol de Maurílio. A Desportiva derrotou o Copinho por 4 a 3, nos pênaltis. Na disputa do terceiro lugar deu Copinho 4 a 0 sobre o Panorama.

 

Capa do Suplemento Infantil Gazetinha revela o início do torneio que virou a maior competição infanto-juvenil do Brasil

 

Início da Copa A Gazetinha

O futebol capixaba que deu certo

Este é o título de uma reportagem sobre a Copa A Gazetinha publicada no jornal A Gazeta e ele diz uma verdade sobre a competição.

Afinal, se o futebol profissional capixaba não consegue se firmar no cenário local e nacional, a Copa A Gazetinha vem há quatro décadas fazendo sucesso, movimentando o futebol infanto-juvenil do Espírito Santo e até de outros estados, tornando-se a mais importante competição de futebol da chamada categoria de base do Brasil, revelando todos os anos jovens atletas que, descobertos por grandes clubes, abraçam a carreira de futebolistas, alguns com sucesso, chegando à Seleção Brasileira e jogando em clubes famosos do exterior.

A lista de craques saídos da Copa A Gazetinha é enorme e a todo ano ela cresce mais ainda. Um dos primeiros foi Eurico Batalha, que jogou em clubes cariocas e na Arábia Saudita.

Depois, entre centenas de bons jogadores, apareceram Antônio José, Jacimar, Walace, Fernando Batalha, Eurico Batalha, Douglas, Régis, Bartô, China, Mauro Soares, Geovani Silva, Carlos Germano, França, Werlesson, Dedé, Nilson, Pedro Renato, Moisés, Bil, Jean, Marquinhos Capixaba, Sávio, Fabiano Eller, Vanderson e Ely Tadeu, entre muitos outros. Na lista das revelações aparecem ainda Maxwell, Jussiê, Gladstone, Thiago Martinelli , Ramon, Cicero, Kieza e Kleber.

Todos esses jogadores atuaram ou ainda atuam em grande clubes no Brasil e no exterior. Mas como esta competição surgiu e chegou a este patamar de sucesso? É a história que contamos aqui na Nossa História.

 

Capa do Suplemento Infantil Gazetinha revela o início do torneio que virou a maior competição infanto-juvenil do Brasil