1 ano após a Copa, como estão os jogadores daquele Brasil? – 21/12/2023 – O Mundo É uma Bola

Pouco mais de um ano atrás, o Brasil se viu surpreendido pela Croácia, permitindo ao adversário a igualdade em uma partida que tinha sob controle, e caiu nas quartas de final da Copa do Mundo do Qatar.

Os croatas empataram em um contra-ataque no segundo tempo da prorrogação, depois de o volante Fred, que estava avançado, fora de posição, perder uma disputa de bola.

Nos pênaltis, com erros de Rodrygo e Marquinhos, veio a triste eliminação da seleção.

O time que jogou contra a Croácia foi este: Alisson; Éder Militão (Alex Sandro), Marquinhos, Thiago Silva e Danilo; Casemiro; Lucas Paquetá (Fred) e Neymar; Raphinha (Antony), Richarlison (Pedro) e Vinicius Junior (Rodrygo).

Pós-queda, a era Tite foi encerrada, e a equipe passou pela interinidade de Ramon Menezes e está agora em uma segunda, a de Fernando Diniz –a expectativa é que Carlo Ancelotti, treinador do Real Madrid, assuma em junho.

Passados 12 meses da Copa de 2022 e num cenário conturbado (o Brasil não vai bem nas Eliminatórias para a Copa de 2026), qual a situação dos atletas convocados para atuar no Mundial que acabou nas mãos da Argentina de Messi?

Luís Curro: Argentina mostra força mental e foco que faltaram ao Brasil

O Mundo É uma Bola analisou um a um os 26 jogadores, a fim de passar ao leitor um diagnóstico.

Quem não teve mais chance na seleção? Quem perdeu espaço e quem ganhou? Quem mudou de time e quem ficou? Qual a situação dos “vilões” Fred, Rodrygo e Marquinhos? A base da seleção está ou não mantida?

Saiba a seguir.

Goleiros

Alisson (31 anos): Permanece como titular do Liverpool, vice-líder do Campeonato Inglês. Na seleção brasileira de Fernando Diniz, perdeu a vaga para Ederson. É a primeira opção de banco.

Ederson (30 anos): Permanece como titular do Manchester City, atual campeão inglês e europeu e finalista do Mundial. Ganhou a titularidade na seleção brasileira –não atuou contra Colômbia e Argentina, nos últimos jogos de 2023, porque estava contundido.

Weverton (36 anos): Permanece como titular do Palmeiras, atual campeão brasileiro. Não foi chamado para a seleção desde que o interino Diniz assumiu.

Laterais

Danilo (32 anos): Continua como titular da Juventus, vice-líder do Campeonato Italiano, atuando como zagueiro em um esquema 3-5-2. Prossegue como opção para a seleção.

Daniel Alves (40 anos): Acusado de estupro, está detido na Espanha desde janeiro e, consequentemente, afastado do futebol. Seu julgamento será em fevereiro de 2024.

Alex Sandro (32 anos): No esquema 3-5-2 da Juventus, é atualmente reserva do sérvio Kostic na ala esquerda. Não figurou mais nos planos da seleção.

Alex Telles (31 anos): À época da Copa estava no Sevilla, emprestado pelo Manchester United, que depois o negociou com o Al Nassr, time em que joga o português Cristiano Ronaldo. É titular do vice-líder do Campeonato Saudita. Não teve chance na seleção de Fernando Diniz.

Zagueiros

Marquinhos (29 anos): Permanece como titular do Paris Saint-Germain, líder do Campeonato Francês, e também da seleção brasileira.

Thiago Silva (39 anos): Deu a entender depois da Copa que sua participação na seleção estava encerrada. Continua como titular do Chelsea, décimo colocado no Campeonato Inglês.

Éder Militão (25 anos): Titular do Real Madrid, teve lesão séria no joelho em agosto e desde então não jogou pelo clube nem pela seleção.

Bremer (26 anos): Titular da Juventus, vice-líder do Campeonato Italiano, esteve nas duas mais recentes convocações de Fernando Diniz, porém ficou todo o tempo na reserva.

Volantes

Casemiro (31 anos): Continua como titular do Manchester United, sétimo colocado no Campeonato Inglês, e da seleção brasileira, da qual é o capitão. Está lesionado na coxa desde o começo de novembro e só volta a jogar em 2024.

Bruno Guimarães (26 anos): Permanece como titular do Newscastle, sexto colocado no Campeonato Inglês, e tem sido o nome preferido para formar, com Casemiro, a dupla de volantes na seleção.

Fred (30 anos): Negociado pelo Manchester United com o Fenerbahce, é titular do time da Turquia, que lidera o campeonato do país. Quando ele atuou, a equipe ganhou todas as 18 partidas disputadas. Não teve mais chance na seleção depois da Copa.

Fabinho (30 anos): Negociado pelo Liverpool com o Al Itthad. É titular do quinto colocado do Campeonato Saudita. Não teve mais oportunidade na seleção depois da Copa.

Meias

Lucas Paquetá (26 anos): Investigado na Inglaterra por suposto envolvimento em apostas esportivas, foi deixado de lado por Fernando Diniz nas convocações para a seleção brasileira. Continua atuando normalmente pelo West Ham, oitavo colocado no Campeonato Inglês, e faz boa temporada no time londrino.

Éverton Ribeiro (34 anos): Prossegue no Flamengo, que terminou o Campeonato Brasileiro em quarto lugar. Não figurou mais na seleção depois da Copa.

Atacantes

Neymar (31 anos): Deixou o PSG e decidiu se aventurar na Arábia Saudita, no Al Hilal, que lidera o campeonato local. Sofreu lesão grave no joelho em jogo da seleção brasileira contra o Uruguai, em outubro, e ficará afastado do futebol até a metade de 2024.

O Mundo É uma Bola: Seleção ainda precisa de Neymar, e vice-versa

Richarlison (26 anos): Continua no Tottenham, quinto colocado no Campeonato Inglês. Passou por má fase, de seca na artilharia, que o deixou na reserva do clube londrino e resultou na exclusão da mais recente lista da seleção. Reencontrou o caminho do gol neste mês.

Raphinha (27 anos): Continua no Barcelona, terceiro colocado no Campeonato Espanhol, e é titular. O mesmo na seleção brasileira.

Vinicius Junior (23 anos): Continua no Real Madrid, vice-líder do Campeonato Espanhol, e é titular. O mesmo na seleção brasileira. Lesionou-se na coxa no mês passado, em jogo das Eliminatórias diante da Colômbia, e está sem atuar desde então. A previsão de volta é fevereiro.

Rodrygo (22 anos): Continua titular no Real Madrid. Tem sido titular também da seleção brasileira.

Antony (23 anos): É titular do Manchester United, sétimo colocado no Campeonato Inglês. Chegou a ser convocado por Fernando Diniz em agosto, mas foi descartado depois de estourar na Inglaterra o caso da suposta agressão do atleta a uma ex-namorada.

Gabriel Jesus (26 anos): Permanece como titular do Arsenal, líder do Campeonato Inglês, e esteve com a seleção de Diniz nos jogos mais recentes.

Pedro (26 anos): Titular do Flamengo, quarto colocado no Brasileiro deste ano. Não teve chance na seleção de Diniz.

Gabriel Martinelli (22 anos): Prossegue como titular do Arsenal, líder do Campeonato Inglês, e ganhou espaço na seleção devido à contusão de Vini Jr.

Técnico

Tite (62 anos): Afastou-se do futebol depois da queda na Copa, retornando na reta final do Campeonato Brasileiro, depois de acerto com o Flamengo.

O Mundo É uma Bola: ‘Venci como ninguém vence’, pode dizer Tite a seu favor

E nota-se que oito atletas, do meio para trás, parecem definitivamente fora do radar: Weverton, Daniel Alves, Thiago Silva, Alex Sandro, Alex Telles, Fred, Fabinho e Éverton Ribeiro. Todos têm 30 anos ou mais.

A seleção que jogou contra a Argentina, na partida mais recente do Brasil, foi: Alisson; Emerson Royal, Marquinhos (Nino), Gabriel Magalhães (Joelinton) e Carlos Augusto; André e Bruno Guimarães (Douglas Luiz); Raphinha (Endrick), Gabriel Jesus, Rodrygo e Gabriel Martinelli (Raphael Veiga).

Nessa escalação, atuaram (e como titulares) sete dos chamados para o Qatar: Alisson, Marquinhos, Bruno Guimarães, Raphinha, Gabriel Jesus, Rodrygo e Martinelli.

O que mostra que no papel, pelo menos até agora, não houve mudanças tão significativas assim em relação àquele time.

Start a Conversation

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *