Flamengo vira sobre o Al Ahly e garante o 3º lugar no Mundial de Clubes

O Flamengo é o terceiro melhor time do mundo em 2022/23. Os brasileiro venceram, de virada, a partida contra o time egípicios Al Ahly . O time carioca abriu o placar, logo no início, com Gabriel, de pênalti. O Al Ahly empatou ainda na etapa inicial, com Abdelkader. Na etapa final, os egípcios desperdiçaram um pênalti, mas ainda sim viraram, novamente com Abdelkader.

Após expulsão de Abdelfattah, os africanos ficaram com um jogador a menos. Já os os rubro-negros, com um jogador a mais, viraram com gols de Pedro, que marcou duas vezes, e Gabriel, de novo de pênalti.

O time de Vítor Pereira volta a campo na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Volta Redonda, pela oitava rodada do Campeonato Carioca.

Empate na etapa inicial

Com mais posse de bola, o Flamengo começou melhor a partida. Os rubro-negros chegaram ao gol logo aos 10 minutos, com Gabriel. Varela foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti após ser chamado pelo VAR. O atacante cobrou sem chance para o goleiro egípcio.

Diante do placar inferior, o Al Ahly buscou o ataque. No entanto, os egípcios insistiam nos cruzamentos, sem sucesso. O Flamengo voltou a criar boas chance aos 25 minutos. Em avanço rápido, Pedro aproveitou cruzamento e cabeceou para defesa de El Shenawy. No rebote, Gabriel mandou sobre o travessão.

O panorama da partida seguia o mesmo. De tanto insistir, o Al Ahly chegou ao empate aos 37 minutos. Após cobrança de escanteio, Abdelkader se antecipou a Fabrício Bruno e cabeceou para a rede.

Flamengo mata no segundo tempo

No segundo tempo, o confronto começou equilibrado. No entanto, o Flamengo teve a primeira boa chance, aos cinco minutos, com Gabriel. Só que o atacante chutou sobre o travessão.

O susto fez o Al Ahly aumentar a intensidade. Tanto que os os egípcios tiveram a chance de virar aos 12 minutos, quando Maaloul viu Santos defender pênalti. Só que dois minutos depois, a equipe africana marcou o segundo.  Abdelkader recebeu passe na área, passou por três marcadores e tocou sem chance para o goleiro rubro-negro.

O revés foi sentido pelos cariocas. O Al Ahly aumentou o domínio em campo e quase fez o terceiro aos 18 minutos. Em boa jogada, Percy Tau recebeu passe na área, mas chutou próximo ao ângulo. O Flamengo só respondeu em seguida, quando Ayrton Lucas foi lançado na área e acabou derrubado. Primeiro o árbitro marcou pênalti, mas foi chamado pelo VAR pela falta ter sido fora da área. No entanto, o lateral direito Abdelfattah acabou expulso.

Com a vantagem numérica, o Flamengo se lançou ao ataque. Só que o Al Ahly quase ampliou em contra-ataque rápido. Sherif foi lançado e finalizou na entrada da área em coma de Santos. A resposta dos rubro-negros veio em grande estilo, aos 31 minutos. Após cruzamento, goleiro e zagueiro egípcios se chocaram e a bola ficou com Pedro, que mandou para o gol.

O Flamengo manteve a postura ofensiva em busca da vitória. Os rubro-negros chegaram ao terceiro aos 39 minutos. O árbitro marcou pênalti após ser chamado pelo VAR por mão de Hany na área. Gabriel novamente cobrou sem chance para El Shenawy.

Nos minutos finais, o Al Ahly ainda buscou o ataque em busca do empate. No entanto, o Flamengo aproveitou erro dos egípcios para decretar a vitória nos acréscimos, com Pedro.

AL AHLY 2 X 4 FLAMENGO

Local: Estádio Ibn Batoutua, em Tânger (Marrocos)

Data: 11 de fevereiro de 2023 (sábado)

Horário: 12h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Mustapha Ghorbal (ALG)

Assistentes: Mokrane Gourari (ALG) e Khalil Hassani (TUN)

Cartões amarelos: Ateya, Fathi, Hany, El Shahat e Abdelmonem (Al Ahly); Arrascaeta e Gabigol (Flamengo)

Cartão vermelho: Abdelfattah (Al Ahly)

GOLS

AL AHLY: Abdelkader (aos 37 min do 1°T e aos 14 minutos do 2°T)

FLAMENGO: Gabriel (aos 10 minutos do 1°T e aos 39 minutos do 2°T) e Pedro (aos 31 e 45 minutos do 2°T)

AL AHLY

El Shenawy, Abdelfattah, Yasser Ibrahim, Abdelmonem e Maaloui (El Shahat); Fathi (Dieng), Ateya e Taher; Percy Tau, Abdelkader e Sherif (Hany)

Técnico: Marcel Koller

FLAMENGO

Santos; Guillermo Varela, David Luiz (Pablo), Fabrício Bruno e Ayrton Lucas; Thiago Maia, Vidal, Arrascaeta (Erick Pulgar) e Everton Ribeiro (Everton); Gabriel Barbosa e Pedro (Matheus França)

Técnico: Vitor Pereira


Start a Conversation

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *